Os cactos e as suculentas estão em alta, aparecendo com destaque principalmente em casas pequenas e apartamentos (que nem sempre possuem espaço suficiente para grandes jardins).

E, com todo esse sucesso, é normal que muitas pessoas tenham dúvidas sobre como cuidar de suculentas. Ainda que essas plantinhas sejam de fácil cultivo, é importante tomar alguns cuidados básicos – principalmente em relação à rega e à iluminação.

publicidade

Quer saber como cuidar de suculentas e deixar o seu jardim sempre bonito? Veja as dicas mais importantes!

1 – Use areia no substrato

Para que seus cactos e suculentas se desenvolvam bem, é importante tentar recriar o habitat natural dessas plantas. Em geral, a maior parte das espécies é originária de regiões desérticas.

Por isso, uma dica importantíssima é sempre adicionar um pouco de areia ao substrato. Se você não tem nenhuma areia de jardim, não tem problema, afinal é possível usar outras, como areia de construção, areia grossa ou fina. (Só não use a areia de praia).

A camada de areia também é importante para favorecer a drenagem, evitando que a suculenta fique com as raízes úmidas e acabe morrendo.

2 – Atenção com a escolha do vaso

Outra dica muito importante de como cuidar de suculentas é ficar de olho no vaso em que a espécie será plantada. Em relação ao tamanho, é fundamental buscar um recipiente que seja capaz de oferecer espaço suficiente ao crescimento da planta.

Assim, antes de fazer o plantio, entenda melhor as características da espécie e qual o tamanho médio da suculenta adulta.

O material do vasinho também interfere. A dica é evitar os vasos plásticos que limitam o crescimento das raízes e dificultam a secagem da água. Se estiver em dúvida, opte pelo vaso de barro, pois a argila é excelente para melhorar a drenagem e ainda favorece a circulação de ar.

Prefira também os vasinhos que tenham um furo na parte debaixo – isso ajuda a evitar o excesso de umidade que pode causar o apodrecimento das raízes. Em um vasinho furado, todo o excesso de água das regas acaba escorrendo e o substrato se mantém mais seco.

3 – Regue de forma correta

A rega de forma abundante é uma das principais causas de apodrecimento das suculentas e de proliferação de pragas e doenças.
Para não errar, a dica principal é ficar de olho no substrato. Assim, só regue quando a superfície da terra estiver seca.

A forma correta de regar também interfere na saúde da suculenta. É importante adicionar água até que o líquido escorra pelos buracos no fundo do vaso. E depois só retornar a fazer o procedimento quando notar que o substrato está seco.

Esse processo poderá demorar até algumas semanas, dependendo do clima. Por isso não se importe em ficar alguns dias sem molhar sua suculenta.

Outra dica é usar um regador ou um copo para fazer a rega (evitando os borrifadores). Isso porque a água acumulada nas folhas pode apodrecer a plantinha. Assim, quando for regar, molhe apenas a terra e nunca as folhas!

E se você usa cachepôs, não se esqueça de retirá-los quando for fazer a rega, para evitar o acúmulo de água.

4 – Ofereça iluminação adequada

Pinterest

A maioria das espécies de suculentas se desenvolve bem em luz plena ou meia-sombra. Assim, entre as dicas principais de como cuidar de suculentas, está a questão da iluminação.

Se as plantas forem ficar dentro de casa, deixe-as próximas das janelas. No caso de usá-las no ambiente externo, a dica é deixá-las em sol pleno pela manhã e ao entardecer (e evitar as horas de sol mais forte).

Está em dúvida sobre o quanto a sua suculenta precisa de iluminação? Olhe para as suas folhas. Aquelas que possuem tons avermelhados ou arroxeados são as que mais precisam de luz solar para que essas cores apareçam.

Caso a sua suculenta esteja com as folhas em um verde muito escuro e ande meio “enfraquecida” (com muitas doenças e pragas), mude o local para uma área mais iluminada.

5 – Use adubos e fertilizantes adequadamente

A melhor adubação para as suculentas é a orgânica, ou seja, feita com húmus de minhoca ou outros compostos orgânicos.

Se preferir algo mais específico, use fertilizantes próprios para cactos e suculentas. Neste caso, basta seguir o que orienta o fabricante.

Em geral, as suculentas não exigem muitos fertilizantes e com pouco adubo elas tendem a crescer mais devagar. Caso esteja em dúvida entre qual marca levar, opte por aquelas que sejam ricas em potássio e fósforo.

Além disso, fique de olho nas suas plantinhas. As suculentas costumam ser mais sensíveis a ataques de cochonilhas. A melhor forma de evitar a infestação é verificando toda a planta de tempos em tempos. Se notar algo, use um tratamento específico.

Agora que você já sabe como cuidar de suculentas ficou mais fácil manter o seu jardim sempre bonito? Ajude seus amigos: compartilhe nossas dicas nas suas redes sociais!

Continue por aqui!
Confira tudo sobre plantas suculentas.

Comentários

publicidade

Comente!!!